Da ceia a cerva. ..os prazeres do Natal


written by Marco Sassen on December 18, 2015

O Natal está aí e muitas cervejarias já estão com  suas Christmas Ale à venda. Produzidas especialmente para esta época do ano, elas vão de versões mais alcoólicas e condimentadas de alguma cerveja já tradicional e bem aceita, a  receitas específicas com uso de especiarias para lembrar biscoitos, bolos, pinheiro, frutas secas, etc.

 

Na Europa, as cervejas de Natal são tradição há séculos, não existindo consenso sobre sua origem. Há quem afirme que surgiram nos mosteiros europeus, onde os sacerdotes cervejeiros priorizavam os melhores ingredientes para comemorar o nascimento de cristo. Mas evidencias indicam que já os Vikings, antes da imposição do cristianismo, comemoravam com suas Julebryg e Juleøl, que significam cerveja de Jule (equivalente ao natal), o Jul ou Yule, e como de costume, ofereciam brindes aos seus deuses nórdicos.

 

Estas cervejas são tão tradicionais no velho continente, que a Bélgica tem um festival exclusivo dedicado a elas, o Kerstbierfestival em Essen na Antuérpia. Como é inverno no hemisfério norte, essas brejas costumam ser bem encorpadas e ter alto teor alcoólico (acima de 6%), além de possuir forte sabor de malte. O toque natalino fica por conta das especiarias que são acrescentadas às receitas: noz moscada, cravo, canela, gengibre.

 

Como as festividades são repletas de boas comidas, podemos harmonizar as Christmas Ale com os pratos pesados, gordurosos e condimentados da ceia e também com sobremesas como panetone, pão de mel e biscoito de gengibre.

 

Já que o Natal é renovação, inove, e ao invés de ofertar incenso, ouro ou mirra, oferte uma boa birra e faça um cervejeiro feliz!

 

Bruno Martins (o Mosquito!) é Engenheiro por profissão e Sommelier de cervejas por paixão. Formado pelo ICB – Instituto da cerveja Brasil, gosta mesmo é de beber boas brejas com os amigos e sem frescura.


Leave a comment