Quem tem mais sede?


written by Marco Sassen on October 15, 2015

Difícil saber quem tem mais sede, o consumidor de cerveja ou a maior fabricante mundial deste líquido sagrado e lucrativo, a AB-InBev. A gigante do mercado de bebidas, não satisfeita em ser a maior empresa do mercado, já dispara há algum tempo sobre as cervejarias artesanais e agora resolveu comprar a número dois do mercado, a SABMiller, dona de marcas como a italiana Peroni, a tcheca Pilsner Urquell e a holandesa Grolsch.

 

A AB-InBev, controlada parcialmente pela brasileira AmBev, segue mexendo com o mercado nos últimos anos com aquisições e mais aquisições. Líder isolada do segmento mainstream (aquelas mais bebidas pela galera) já algum tempo vem mirando sua artilharia (e olha que o calibre é grosso!) para as cervejarias artesanais. Nos EUA a empresa já comprou a  Goose Island, Blue Point, 10 Barrel e a Elysian e no Brasil, recentemente juntou a seu já imenso portfólio, as cervejas da Wals de Belo Horizonte e a da Colorado de Ribeirão Preto.

 

Nos EUA, como a concorrência com as cervejarias artesanais é maior, a Ab-InBev mudou a estratégia e hoje tenta limitar os concorrentes através da aquisição de distribuidores, tornando mais difícil para pequenas cervejarias  conseguir colocar seus produtos nos bares e prateleiras.

 

Na mais nova cartada da empresa, foi anunciado esta semana que a britânica SABMiller aceitou a oferta de compra da líder do setor pelo equivalente a US$ 109 bilhões. Se aprovada pelas autoridades, esta fusão será a terceira maior da história e o novo grupo terá valor de mercado de cerca de  US$ 275 bilhões e produzirão em torno de um terço de toda a cerveja do mundo.

 

Nos resta saber, além de quem será a próxima “vítima”, qual será o efeito deste domínio no mercado e também na qualidade da cerveja oferecida ao consumidor. Na dúvida, valorizemos a produção artesanal local, que qualidade tem de sobra!

 

Bruno Martins (o Mosquito!) é Engenheiro por profissão e Sommelier de cervejas por paixão. Formado pelo ICB – Instituto da cerveja Brasil, gosta mesmo é de beber boas brejas com os amigos e sem frescura.


Leave a comment

  • Zec Amaral

    Belo artigo… Vc foi muito feliz no seu desfecho final… Temos sim que valorizar a produção artesanal local…. além da exclusividade o prazer e outro…. um brinde a isso…